quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Legislação

Portaria n.º 41/2011
Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento
Estabelece o preço máximo de venda de biodiesel pelos produtores de biocombustíveis às entidades obrigadas a efectuar a sua incorporação no gasóleo rodoviário

sábado, 15 de janeiro de 2011

Culturas Energéticas


Culturas florestais energéticas aguardam legislação - Ambiente OnLine

Ainda bem, caso contrário iria aumentar a área de invasoras e espécies de crescimento rápido, esperemos que a legislação não demore..

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

UE: biocombustíveis e biomassa vão estimular uso de cereais


Conclusão é de um documento da Comissão Europeia

O uso de cereais na União Europeia deverá crescer na próxima década, face ao desenvolvimento das indústrias de biomassa e bioetanol e às políticas comunitárias de promoção das energias renováveis, conclui um documento da Comissão Europeia citado pela agência Lusa. A Direcção-Geral da Agricultura prevê, nas suas «Perspectivas dos mercados e rendimentos agrícolas para 2010-2020», que a produção de cereais vai recuperar, após uma campanha relativamente fraca em 2010 (cerca de 280 milhões de toneladas), chegando às 310 milhões de toneladas em 2020.
As estimativas apontam para um aumento do consumo doméstico de cerais a médio prazo, impulsionado pela crescente utilização de bioetanol, que deve triplicar nos próximos dez anos e atingir 26 milhões de toneladas em 2020.
Os mercados de cereais e oleaginosas são fortemente influenciados pelo desenvolvimento dos mercados de biocombustíveis e estes dependem, por sua vez, de políticas que os promovam.
A directiva comunitária das energias renováveis fixa uma quota de 20 por cento de renováveis no consumo de energia total e de 10 por cento no sector dos transportes até 2020.
O documento salienta ainda que a produção de carne vai recuperar a curto prazo, mas as perspectivas de longo prazo apontam para um crescimento modesto com uma taxa anual média de 0,3 por cento.
A situação difere consoante se trate de carne bovina ou ovinos/caprinos, com quebras de 7 e 11 por cento respectivamente, enquanto a produção de carne de porco e de aves deve aumentar 7 por cento.
Em termos per capita, o consumo de carne a nível europeu deve atingir 85,4 quilos em 2020, mais 2 por cento do que em 2009.
A produção de leite deve aumentar também, embora de forma moderada, prevendo-se que, em 2020, esteja menos de 4 por cento acima dos níveis de 2009.
As perspectivas são mais favoráveis quanto aos lacticínios, como as natas e os iogurtes, cuja produção deve crescer 8 por cento em 2020 face a 2009, e ao queijo, que deve aumentar 10 por cento.
As exportações de queijo vão manter-se, apesar da valorização do euro, com a União Europeia a reter uma quota estável superior a 30 por cento, a nível mundial. In Diário

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Medidas destinadas a promover a produção e o aproveitamento de biomassa florestal‏

MINISTÉRIO DA ECONOMIA, DA INOVAÇÃOE DO DESENVOLVIMENTODecreto-Lei n.º 5/2011O presente decreto -lei estabelece as medidas destinadas a promover a produção e o aproveitamento de biomassa, para garantir o abastecimento das centrais dedicadas de biomassa florestal.http://dre.pt/pdf1sdip/2011/01/00600/0017300175.pdf  FONTE: DRE 10JAN2011   Luís Carvalho - C.M. Amadora / Grupo PROTECÇÃO CIVIL Portugal