segunda-feira, 23 de maio de 2016

Curso de Manobrador de Operador de Máquinas Agrícolas e Florestais

A formação de Manobrador de Máquinas Agrícolas é uma formação obrigatória e vitalícia, serve para todo o tipo de máquinas agrícolas e tem um custo de 90 euros. No fim da Formação daremos um certificado e respetivo cartão. Os documentos necessários para a inscrição é cópia de cartão cidadão (no caso de BI, é cópia de BI e Contribuinte) e a morada completa do formando para envio posterior de cartão de manobrador e certificado.



Segundo o Decreto Lei 50-2005, para trabalhar com máquinas como Tratores, Sementeiras, Arados, Para-corte, Debulhadora e Máquinas Florestais, em Portugal e em qualquer país da UE, tem de ter formação para a sua utilização em segurança.

Nenhum empregador pode autorizar alguém a usar estes equipamentos se não puder provar que essa pessoa possui a formação adequada.

O Curso vai funcionar na escola Primária do Casteleiro.

Para mais alguma informação, estaremos à disposição.
Trabalhe com Máquinas em Segurança.
rotaseraizes@gmail.com 924 433 370

sábado, 21 de maio de 2016

Conferência “A Biomassa Florestal Residual: A sua importância para o desenvolvimento do Interior”

A gestão dos recursos naturais são hoje uma preocupação e uma prioridade mundial, neste sentido a biomassa florestal residual assume um papel importante na fileira das energias renováveis e em especial na economia do mundo rural.

A Conferência “A Biomassa Florestal Residual: A sua importância para o desenvolvimento do Interior” pretende ser um espaço de discussão e encontro de ideias sobre as potencialidades desta fonte de energia nos territórios do interior do país.

quarta-feira, 4 de maio de 2016

ENERTECH SABUGAL 2016



Vai realizar-se no Sabugal, nos dias 2, 3, 4 e 5 de junho de 2016, a 1.ª edição da ENERTECH SABUGAL 2016 – FEIRA DAS TECNOLOGIAS PARA AS ENERGIAS dedicada à Biomassa Florestal.
Sob o lema “SABUGAL, FONTE DE ENERGIA NATURAL”, esta feira pretende ser uma mostra tecnológica para profissionais do setor da floresta e do aproveitamento energético da Biomassa Florestal Residual, nomeadamente em estratégias de eficiência energética.
O evento, da responsabilidade do Município do Sabugal, no âmbito da “Sabugal + Valor”, é realizado em parceria com a AMCF (Associação Malcata com Futuro), FF (Fórum Florestal – Estrutura Federativa da Floresta Portuguesa), ADES (Associação Empresarial do Sabugal), ENERAREA (Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior), IPG (Instituto Politécnico da Guarda) e IPCB (Instituto Politécnico de Castelo Branco).
A realização desta feira terá o enfoque na demonstração do Potencial da Biomassa Florestal Residual (BFR) no concelho do Sabugal, bem como a promoção do debate sobre a importância BFR na estratégia de eficiência energética e tecnologias e produtos associados.
Do programa da ENERTECH SABUGAL 2016 constará uma conferência, demonstrações e exposições temáticas em espaço preparado para, por um lado, proporcionar trocas de experiências e contactos entre os agentes do setor e, por outro lado, ser um local de informação e aproximação à sociedade em geral.
Contactos
Emails.: enertechsabugal2016@cm-sabugal.pt ǀ enertechsabugal2016@gmail.com
Tel.: 271 751 040
Mais informações aqui:

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Miranda do Corvo debate a floresta e a biomassa


biomassa
A 22 de outubro tem lugar nas instalações do CBE - Centro de Biomassa para a Energia, em Miranda do Corvo, o Seminário Técnico “Floresta e biomassa - contributos para a criação de novos negócios e desenvolvimento do Território”.
O evento pretende assumir-se como «um espaço de abordagem e reflexão deste recurso tão significativo que é a biomassa, essencialmente ao nível das suas aplicabilidade, vantagens e benefícios para a dinamização da economia local e criação de postos de trabalho», salientam os organizadores.
O seminário é organizado pela Dueceira - Associação de Desenvolvimento do Ceira e Dueça e realiza-se em parceria com o CBE e municípios de Miranda do Corvo, Lousã, Penela e Vila Nova de Poiares.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Biocombustíveis domésticos: equipa da UA deteta metais pesados perigosos para a saúde


15.05.2015 - UA
Uma equipa do Centro de estudos do Ambiente e do Mar (CESAM) da UA descobriu a existência de metais pesados, como Zinco, chumbo, ferro e arsénio, em várias pellets comercializadas em Portugal.

Estes matérias foram detetados nas partículas expelidas na queima de diversas pellets.

Fique a saber mais em UA

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

25 ANOS A PROMOVER A BIOMASSA


CBE | MIRANDA DO CORVO | 27 FEVEREIRO | 2014                      

Exmo.(a) Senhor(a),
O Centro da Biomassa para a Energia, CBE, vai realizar no dia 27 de fevereiro de 2015, nas suas instalações em Miranda do Corvo, um Workshop subordinado ao tema “25 ANOS A PROMOVER A BIOMASSA”, que visa assinalar os 25 anos de atividade deste Centro.

Na 1.ª Sessão, “Biomassa em Perspetiva”, pretende-se, por um lado fazer um balanço da atividade do CBE durante estes anos, e por outro, discutir as perspetivas futuras do setor.

A segunda parte deste Workshop será subordinada ao tema “Calor Verde”, na qual se pretende abordar alguns temas atuais relacionados com a logística do aprovisionamento, equipamentos e tecnologias, aproveitamento da biomassa nos sectores doméstico, de serviços e industrial.

 Clique aqui para visualizar folheto informativo

 Contamos com o V/ interesse!

Cumprimentos,



CBE – Centro da Biomassa para a Energia

3220-119 MIRANDA DO CORVO

PORTUGAL

Tel: +351 239532436/88

E-mail: geral@centrodabiomassa.pt

I: www.centrodabiomassa.pt

F: https://www.facebook.com/pages/Centro-da-Biomassa-para-a-Energia/756031907823095?fref=ts

sábado, 27 de dezembro de 2014

Espanha aposta na biomassa florestal para produção de calor

http://www.silvaplus.com/fotos/editor2/Logos/silvaplus.jpg
Newsletter
http://www.silvaplus.com/fotos/editor2/Newsletter/news38.png

Espanha aposta na biomassa florestal para produção de calor

Várias regiões autónomas espanholas têm implementado uma política ativa de incentivo à utilização de biomassa florestal para aquecimento numa lógica de valorização dos recursos locais e de promoção do desenvolvimento rural.
Por intermédio de diferentes formas de incentivos, durante 2014, estiveram disponíveis vários instrumentos de promoção do uso da biomassa como combustível em casas particulares, empresas e edifícios públicos, através da instalação de caldeiras a pellets, lenha ou estilha.
Galiza, Astúrias, País Vasco, Navarra, Valência, Andaluzia e a Extremadura são alguns exemplos de comunidades autónomas que durante 2014 colocaram em marcha linhas de financiamento para esse fim.
Destaca-se o plano iniciado na Galiza, contido na Estratégia de Incentivo à Biomassa 2014-2020 que destinou em 2014 nove milhões de euros em ajudas para instalações de biomassa e que prevê a mobilização de 450 milhões de euros em investimentos até 2020, a criação de 1.000 postos de trabalho e ajudas diretas superiores a 89 milhões (mais informação aqui).
Outro exemplo é a Catalunha que tem previsto para 2015, no seu "Plano de Fomento da Biomassa florestal e Agrícola para uso térmico na Catalunha”, um orçamento global de 825.000 euros com o objetivo de promover uma gestão florestal sustentável local através do financiamento para a aquisição e instalação de caldeiras e/ou a instalação de redes de calor a biomassa lenhosa florestal em forma de estilha (mais informação aqui).
Poderá encontrar mais informação sobre este e outros temas relacionados com a biomassa em www.silvaplus.com.
http://www.silvaplus.com/fotos/editor2/Newsletter/parceiros1.jpg
Copyright © Forestis. Todos os direitos reservados. Criado por Forestis.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

SilvaPlus - Biomassa florestal: Criar valor com recursos locais

http://www.silvaplus.com/fotos/editor2/Logos/silvaplus.jpg
Newsletter
http://www.silvaplus.com/fotos/editor2/Newsletter/news37..png

Biomassa florestal
Criar valor com recursos locais

Cada vez mais a competitividade das regiões depende da utilização inteligente dos recursos locais disponíveis. O aproveitamento da biomassa florestal primária como fonte de energia calorifica é uma das soluções que temos disponível para:
§  Valorizar a nossa floresta;
§  Potenciar uma energia natural e renovável;
§  Diminuir a fatura energética com benefícios diretos nos consumidores domésticos, municipais e industriais.
§  Assente em cadeias de abastecimento curtas, o desenvolvimento de mercados locais associados a este recurso constituem um fator importante de dinamização das zonas rurais.
http://www.silvaplus.com/fotos/editor2/Newsletter/fig1.png

Fig. 1 - Cadeia de abastecimento de biomassa florestal de proximidade.
A utilização da estilha para a produção de energia térmica, baseada num ciclo de produção-consumo de proximidade, deve ter em conta:
§  A exploração sustentável da biomassa florestal a nível local;
§  A ligação próxima entre o produtor e o consumidor/utilizador;
§  O desenvolvimento da indústria nacional de equipamentos de transformação e queima (caldeiras), no sentido de otimizar as técnicas de queima de acordo com as caraterísticas da estilha nacional.
http://www.silvaplus.com/fotos/editor2/Newsletter/fig2.png

Fig. 2 - Vantagens da valorização da biomassa florestal primária.
Perante regiões com uma disponibilidade elevada de recursos florestais, o esforço deve ser no sentido de aproveitar devidamente todo o potencial de crescimento e competitividade económica que a subfileira da biomassa florestal pode gerar a nível local, e cujos reflexos deverão contribuir eficazmente para uma maior gestão florestal, fixação de população e diminuição do risco de incêndio.
Poderá encontrar mais informação sobre este e outros temas relacionados com a biomassa em www.silvaplus.com.
http://www.silvaplus.com/fotos/editor2/Newsletter/parceiros1.jpg
Copyright © Forestis. Todos os direitos reservados. Criado por Forestis.

domingo, 7 de setembro de 2014

SilvaPlus - Estratégia de Incentivo à Biomassa 2014-2020

http://www.silvaplus.com/fotos/editor2/Logos/silvaplus.jpg
Newsletter
http://www.silvaplus.com/fotos/editor2/Newsletter/news34.png

Estratégia de Incentivo à Biomassa 2014-2020

No passado dia 21 de julho, a Xunta da Galicia apresentou aEstratégia de Incentivo à Biomassa 2014-2020 que prevê a mobilização de 450 milhões de euros em investimentos até 2020, a criação de 1.000 postos de trabalho e ajudas diretas superiores a 89 milhões.
A Estratégia regional pretende potenciar uma nova indústria ao serviço da recuperação económica da Galiza, criando uma indústria de biomassa na região e uma atividade empresarial de referência.

Para cumprir deste objetivo, a estratégia de incentivo à biomassa terá quatro eixos de atuação:
1.     Aumentar o consumo da biomassa: a estratégia incentivará o consumo deste combustível.
2.     Inovação tecnológica: a fim de melhorar a oferta e as capacidades do sector através da colaboração entre empresários e outros agentes, como o CIS Madeira (Agência Galega de Inovação).
3.     Origem e qualidade galega: as empresas poderão associar os seus produtos à marca Galícia Qualidade para reconhecer as condições relativas à origem, qualidade, produção e sustentabilidade dos biocombustíveis florestais.
4.     Educação e divulgação: neste eixo é fundamental a criação do Fórum da Biomassa, que contará com os agentes económicos, administrativos e sociais do setor.
Para mais informação visite a página da Xunta de Galiciaaqui.
Poderá encontrar mais informação sobre este e outros temas relacionados com a biomassa em www.silvaplus.com.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Workshop – Biomassa: valorização dos resíduos florestais - 30 de Julho de 2014 | Deocriste, Viana do Castelo‏

A Associação Florestal do Lima (AFL) www.aflima.pt é uma organização sem

fins lucrativos de proprietários e produtores florestais, sedeada em Ponte
de Lima e com área de Intervenção nos concelhos de Arcos de Valdevez, Ponte
da Barca, Ponte de Lima e Viana do Castelo do Distrito de Viana do Castelo.

Uma das nossas atividades prende-se com ações como Organização Não
Governamental do Ambiente (ONGA), tendo atualmente em curso um projeto de
reforço de capacitação de ONGA no âmbito do Programa Cidadania Ativa – EEA
Grants gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Poderá consultar informação sobre o nosso projeto aqui
<http://www.aflima.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=176&Itemid=126>e
as atividades já realizadas na página facebook do projeto aqui
<https://www.facebook.com/acidadaniaeambientenovaledolima> .

Uma das componentes do projeto é a realização de 8 Workshops com várias
temáticas associadas ao setor florestal, sendo uma delas sobre “*Biomassa:
valorização dos resíduos florestais *”.

*Neste sentido vimos pelo presente solicitar a divulgação do workshop
sobre Biomassa: valorização dos resíduos florestais a realizar no próximo
dia 30 de Julho de 2014 no Auditório da Europa&c Kraft Viana, S.A. ,
Estrada 23 de Fevereiro, 372 - 4905-261 Deocriste Viana do Castelo.*

Participação gratuita. Inscreva-se aqui.